CASA

Tenho três janelas neste apartamento estreito que comprei à beira da vida.
Gostava tanto de me mudar para um onde coubesse a saudade de morrer.
Gostava tanto de merecer respirar. De ser a pessoa que se veste cada manhã com as cores deste céu que pintei.

2 comentários:

anderson disse...

Os teus textos são de uma beleza que não é fácil de encontrar, mas a característica deles é ter quase sempre uma imagem "triste" não é bem essa a palavra, mas é mais ou menos isso. Já li texto teu de "alegria" e consegues manter um óptimo nível de qualidade. Eu sei que pra manter a beleza da escrita devemos seguir por onde a nossa inspiração nos leva, mas faz ai uma forcinha pra escrever mais textos alegres, além de ficarem bonitos como os outros e de saber bem lê-los, também inspiram o leitor para o lado bom da vida.

Ana disse...

Brigada...
Sim, são quase todos tristes...
Às vezes escrevo triste mesmo quando estou alegre. É uma tendência, mas vou tentar invertê-la no futuro, porque tens razão... ninguém precisa de textos tristes!