QUE PAZ


Que bela hora para chegares. Estava eu nos braços de mim mesma. A adorar-me, a amar a minha sorte, o meu destino. As minhas escolhas. Eu sei bem que não fizeste por mal. Acabaste o trabalho, foste aos copos, os amigos todos acabaram por ir para casa, não havia mais nada para fazer por essas ruas. As putas tardavam, a fome apertava, tinhas de vir para casa. Ver se eu cá estava à tua espera e o jantar na mesa. Ainda bem que casámos, ainda bem que somos felizes e vivemos cada dia em harmonia. Que não somos como certos casais que se zangam por tudo e por nada. Não, nós somos diferentes. Eu espero por ti sozinha, vou-me amando enquanto espero, e tu lá chegas, cheio de fome, e se o jantar estiver pronto, está tudo bem, ninguém se zanga. Que paz.

8 comentários:

Jorge Braz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Braz disse...

Já sabes que gosto muito dos textos que escreves (ou pelo menos da maior parte deles - isto para não ficares muito convencida...). E este não é excepção!

Claro que faltou a parte da chegada tardia a casa porque o jogo de futebol teve prolongamento e penalties.

E olha que poderias ter escrito que tinhas ido buscar as pantufinhas para calçares ao maridinho... não te ficava nada mal.

Beijocas e continua a escrever tão bem como escreves. Sabes bem a "inveja" que tenho de ti por escreveres tão bem!

ana disse...

Poissssssssss que dizer a quem escreve tão bem...
.......PEÇO......
apenas que nos vá continuando a dar este jogo de palavras...para nos deliciarmos e podermos saborear cada dia de forma a que a nossa mente viaje tambem um pouco nas aventuras....amores e desamores que nos vai oferecendo conforme o vento....que vai soprando pela sua saudavel viagem.
obrigado pelo bom portugues que nos vai deixando ficar :) AHAHAHAHAH (É A REALIDADE)

Ana disse...

Obrigada querido

Quanto à "inveja"... não devias, especialmente porque também escreves umas coisas muito bonitas!

Quanto às pantufinhas tá subentendido...

Beijo

Ana disse...

Poissssssssssss que dizer a alguém tão querido............?
Fico muito feliz por me ler... obrigada por comentar...

beijinhos

trigo disse...

Ana, parabéns, não lhe conhecia este talento,força vá em frente que têm futuro

trigo disse...

olá ana, o trigo era principal cultura do alentejo, como tal daqui a alenteja e colega rosinda
bjs

Ana disse...

Obrigada Rosinda
Não sei se tenho muito talento... mas lá que me divirto bastante a escrever, divirto...

um beijinho